quinta-feira, 21 de agosto de 2014

[Resenha] Britney Jean



Pouco depois do lançamento de Britney Jean, alguns fãs afirmavam que o oitavo álbum de estúdio de Britney era o “mais emocional e pessoal” de todos. Muitos discordavam por causa da escolha do primeiro singleWork Bitch, com sua suposta letra de ostentação e deboche. Porém, havia mais a ser observado neste trabalho. A obra possuía camadas, até então, invisíveis ao olho mais ansioso e faminto por hits daquela que sempre dominou as paradas de sucesso em todo o mundo.

Particularmente, esperei meses para ouvir o álbum por completo. Por ser colecionador ávido, esperei ter em mãos a versão japonesa do álbum (a mais completa, com as 14 faixas e mais 2 remixes). Muitos vão me criticar, mas tal fato teve seu lado positivo. Passei esse tempo todo lendo comentários e vendo reações diversas de fãs do mundo todo, pra, apenas agora, traçar minha própria perspectiva. E afirmo com toda convicção: valeu a pena esperar!

Sou fã de Britney desde o início, lá em 1999, quando ...Baby One More Time estreou na MTV. Nessa época, eu não me ligava muito em ídolos, tinha apenas um grande herói: Michael Jackson. No entanto, comecei a prestar atenção em como a música de Britney ia me conquistando aos poucos, o que faria crescer um amor incompreendido, mas muito forte. Um sentimento não de idolatria, mas de gratidão, de pureza. Ao longo destes 15 anos, passei por momentos bons e ruins, e a música de Spears sempre esteve por perto.

Hoje, conheço a história dela e tudo pelo qual ela teve que passar pra chegar onde está. Sinto uma dor no coração, mas sei que ela está perto de se aposentar, é visível a qualquer um. O mundo do entretenimento sempre cobrou um preço muito alto, e sinto que ela não está mais disposta a pagá-lo, preferindo, compreensivelmente, a vida ao lado da família, ao invés de ter os lobos da indústria a seu lado.

As consequências deste “preço alto” vêm expressas em Alien, que abre o álbum com um sentimento de pesar, mas também de alívio, pois há uma luz no fim do túnel. Não, Britney, você não está sozinha! E mais, você é tão invejada, mas batalhou muito pra construir seu império.

Julgar é muito fácil, mas muitos não querem lutar pra conseguir as coisas. Esta é a mensagem em Work Bitch: “Parem de me julgar e vão trabalhar!”. A música é muito mais do que apenas uma “bateção de cabelo na boate contra o recalque das inimigas”. É uma crítica direta a todos que sequer pensam em lançar um argumento contra Britney.

As críticas não abordaram apenas a música, mas também a vida pessoal de Britney. Sua família e, consequentemente, seus relacionamentos sempre foram expostos ao olhar penetrante do público, o que também trouxe problemas. Perfume e It Should Be Easy mostram a fragilidade da amante Britney Spears e a dificuldade em manter um relacionamento duradouro frente às complicações diárias e aos sacrifícios exigidos em nome do sucesso.

Qualquer indivíduo pode sofrer tais cobranças e, para se manter são e disposto a enfrentar tudo, há de se ter uma saída, um escape em direção a um momento mais sereno. Qual é o escapismo de Britney? A música e a dança. Tik Tik Boom e Body Ache são faixas tidas como “vazias e meramente pop”, mas, por favor, quem é que não gosta, muitas vezes, de esquecer os problemas e “se jogar” numa balada pra relaxar? Sim, Britney também tem esse direito!

E mesmo após a farra, as bebidas, os amigos...a chance de ir pra casa e voltar à dura realidade é existente e não tem misericórdia. Quem nunca acordou na manhã pós-festa e se descobriu triste e desanimado outra vez?

Eu diria que Britney Jean é dividido em duas partes: bom e mau, ying e yang, cara e coroa... Como preferirem. A partir de Passenger, Britney abre seu coração e nos entrega músicas mais pessoais e com um sentimento mais puro do que jamais mostrou em qualquer outro álbum.

Ela continua buscando o amor verdadeiro, sem reservas, já que ainda não conseguiu a tão sonhada bonança. Em Passenger, ela entrega as rédeas da situação ao amante, numa tentativa de se soltar do controle eterno e, quem sabe, conseguir ser feliz. Ou talvez não. Logo, ela descobrirá outras formas de amar e ser amada.

Muitos fãs, mais uma vez, criticaram Chillin’ With You, alegando ser uma música boba e sem pretensões. Gente, por favor, quem aí tem irmãos e/irmãs e demonstra amor por eles? Já pararam pra pensar que, hoje em dia, isso está cada vez mais raro de acontecer? Muitos acham brega e até têm vergonha! Britney fez questão de mostrar isso nesta faixa, já que sua irmã sempre esteve ao seu lado, desde muito nova.

É na família que ela vai buscar consolo e conforto nos momentos mais difíceis, já que sua vida amorosa ainda lhe entristece e traz angústias e frustrações, vide Don’t Cry. Alguns fãs afirmam que esta faixa é destinada a eles, numa espécie de “despedida da carreira”. Prefiro achar que não.

Em meio a anos de derrotas e desolação, Britney recebeu um grande presente de Deus. Ou melhor, dois: Sean Preston e Jayden James, seus filhos. Brightest Morning Star é a consagração desse amor puro e eterno, que só uma mãe pode sentir. No caso de Britney, sua redenção veio no âmbito familiar e é assim que ela se vê num futuro não muito distante. Os filhos trouxeram luz à escuridão, força à fraqueza, caminho à perdição. Arrisco até em dizer que os meninos tiveram (e sempre terão) uma grande responsabilidade na recuperação e na saúde de Spears.

Consequentemente, Britney viu que não deve desistir de seus sonhos e de seu caminho neste mundo (assim como nenhum de nós!). Ela tem fé e acredita que, sim, ela também pode ser feliz. Hold On Tight traz uma mensagem otimista em relação ao futuro. A letra se abre a muitas interpretações. Quem é que a visita nos sonhos e a guia em direção à luz: algum novo amor, a família ou, quem sabe, Deus? Deixo a cargo de vocês!
É sobre esta nova realidade que Now That I Found You se trata. Sim, ela esteve perdida, desolada, sem vida...mas agora ela encontrou a luz e voltou a acreditar em si mesma e no amor. Ela trilhou o caminho das trevas à redenção e agora mergulha na paz outra vez. Reiterando a introdução deste texto, realmente acredito que este álbum é o mais pessoal e emocional de todos!

Claro que é difícil dizer com certeza a verdadeira intenção de cada letra e melodia, mas um escritor é responsável pela interpretação de seus leitores. Prefiro crer num futuro melhor e mais feliz para nossa amada Britney. Ela merece tudo de bom, já que vem nos proporcionando alegrias e união há tanto tempo. É graças a ela que fiz amigos maravilhosos, que, comigo, compartilham deste amor, sem julgamentos ou críticas.
Ouçam o álbum de coração aberto, sem se preocupar com míseros detalhes (quem canta qual parte, se Will.I.Am está lá ou não, se Myah Marie cantou ou não, se ela dubla ou não...). Recebam este amor de braços abertos, leiam o diário Britney Jean sem reservas. Só temos a ganhar com isso.

Concluo este texto desejando que todos amemos mais e critiquemos menos. A negatividade já nos aborda o tempo todo, façamos mais, então, para sermos melhores do que isso!

“O amor é para sempre!” (Michael Jackson)


Leonardo Magalhães – Equipe Britney-Downloads




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Translate

Facebookney BD

VIDEOS

Radio Britney Remixes

Comunicado

Comunicado

Mural

Seguir por e-mail / Follow by e-mail

Total de acessos

BRITNEY-DOWNLOADS @ 2011. Tecnologia do Blogger.

- Copyright © BRITNEY-DOWNLOADS -BRITNEYDOWNLOADS- Powered by Blogger - Designed by BD -